11/04/2014


Convite
A comunidade do CEI Espinheiros através de sua APP vem por meio deste convidá-lo (a) participar de um Mutirão dia 26 de Abril de 2014 ás 8:00 h no entorno do nosso CEI (Especificamente manguezal/fundos do CEI).
 Esta ação faz parte do Projeto Institucional Na Enchente da Maré Uma Aventura no Berçário do Mar, sendo este um dos ganhadores da 21ª Edição do Prêmio Embraco de Ecologia.
O tema do projeto surgiu da necessidade da instituição em virtude das constantes invasões de animais peçonhentos (cobras, ratos...) neste local. Muitas destas ocorrências resultaram na suspensão das atividades para varredura na instituição e limpeza do entorno, que se encontrava com entulhos de diversas espécies. Neste sentido, o objetivo desta ação é a tomada de consciência para a ética do cuidado com este local.
Portanto, precisamos engajar a comunidade nesta busca e sua presença é de grande necessidade.

Vale lembrar que esta ação será em benefício do lugar onde vivemos consequentemente em benefícios dos nossos filhos(as), que são o futuro e precisam do presente para aprender a respeitar o lugar onde vivem.


Beto o Marinheiro - I Período A

A partir do projeto institucional “Na Enchente da Maré uma Aventura no Berçário do Mar” a turma do I Período “A” foi instigada a explorar os diferentes tipos de  embarcações e a participar da construção do observatório através de medições do espaço da construção como também do próprio barco.
Sendo assim, o projeto “Navegando Na Enchente da Maré” oportunizará não só as crianças de conhecerem as diferentes embarcações, como participar do processo de construção de uma delas, vivenciando conceitos matemáticos através de atividades lúdicas que despertarão ainda mais a curiosidade das crianças. Além de participar de experiências que promovam a interação, o cuidado, a preservação e o conhecimento da biodiversidade e da sustentabilidade da vida na Terra.

Iniciamos o projeto com a escolha do mascote e a construção do mesmo e no dia 07/03/2014 nascia o “Marinheiro Beto”.  Este nome foi sugestão de uma das crianças da turma Victor Isaias, e teve a aprovação dos demais integrantes da turma.


Nosso mascote foi apresentado as outras turmas do CEI e recebeu neste dia sua carteira de Identidade, as crianças da turma ficaram muito eufóricas neste  momento, estavam felizes e orgulhosos ao apresentar o “Marinheiro Beto” para as outras crianças, foi uma festa com direito a muita música e dança onde nosso “Marinheiro” foi o centro das atenções.






Nossa mascote está presente em vários momentos da nossa rotina, em um deles tivemos a honra de sua companhia durante um dos nossos almoços.

Além da presença do “Marinheiro Beto” em nossa sala, as crianças estão tendo a oportunidade de leva-lo para casa e apresenta-lo para a família. Estes momentos vivenciados pelas crianças e suas respectivas famílias estão sendo registrados no Diário de Bordo da turma que acompanha o Marinheiro nas visitas as casas.

Para a organização das visitas, construímos com as crianças através de sorteio, uma lista que contém a ordem de seus nomes e assim poderão acompanhar a chegada de seu dia de leva-lo para casa.

No dia em que a criança leva o “Marinheiro Beto” para casa ela assina o seu nome como compromisso de cuidar do nossa mascote.



Gabriel levando o “Marinheiro Beto” para casa com Seu pai.


Gabrielly eufórica se preparando para levar a mascote para casa.


Momentos vivenciados e registrado pela família do Pedro Hélio.


Ajudando sua mãe a lavar a roupa do Marinheiro.


Momento de descansar, sempre na companhia do marinheiro Beto.


Curtindo a mascote com sua mãe.


O “Marinheiro Beto” ainda está iniciando suas visitas, muitas emoções e surpresas ainda estão por vir, estamos aguardando com ansiedade cada momento.





Momento Cultural


Agradecemos ao professor Osmari a tarde divertida que tivemos ontem no nosso CEI, adoramos conhecer os seus amigos Kiko e Juninho, e ficamos esperando o seu retorno.
















Palestra para as crianças sobre o projeto “Toninhas”

As crianças estão muito envolvidas no projeto “Na Enchente da Maré – Uma Aventura no Berçário do Mar” cada turma está estudando um determinado assunto relacionado ao manguezal. As famílias também estão sendo envolvidas em palestras e tarefas junto as crianças, o diário de bordo junto com o mascote está possibilitando muitas aprendizagens em família.
Durante a palestra sobre o projeto “Toninhas”, as crianças interagiram, fazendo perguntas e relatando sobre o que estão aprendendo. Algumas perguntas:
_Por que o golfinho tem esse nome de Toninhas?
_Existe cobra no manguezal?
Fizeram comentários sobre o poder e não poder pescar. Sobre o uso do binóculo e monóculo. Entre outras perguntas e comentários.
Ficaram eufóricos quando viram as mascotes na tela ao lado das imagens dos animais que vivem na Baía da Babitonga e do manguezal, demonstraram sentimento de pertença, alegria e valorização pelo que estão aprendendo e produzindo. Foi um momento mágico para as crianças e para os funcionários que na mesma proporção estão envolvidos com a proposta.
Outro momento de descobertas foi ao explorar, tocar a Toninha e o Guaxinim, algumas crianças mostraram medo e receio, outras não queriam mais parar de tocá-los, observavam as características dos animais numa postura investigativa.
Foi um momento de muita aprendizagem e troca de conhecimento, entre os pares, os funcionários e as palestrantes.
Podemos perceber o quanto está sendo válido construir com as crianças uma relação sensível com o lugar onde vive. É este conhecimento que fará a diferença para a preservação deste lugar, pois só cuidamos daquilo que conhecemos.











Agradecemos a equipe do "Toninhas" por se colocar como parceiros da proposta.

05/04/2014

TRIAGEM ODONTOLÓGICA


Com muito carinho a Dentista do Posto de Saúde e sua Assistente estiveram esta semana no CEI Espinheiros para a orientação e prevenção da saúde bucal dos pequeninos.


Parabéns pelo trabalho Dra. Telma.
.

Do Ovo à Juju

Ao nos depararmos com a proposta de criar um mascote para a turma do Maternal IIA, nós, as professoras, pensamos que seria muito importante para as crianças que suas famílias pudessem participar desta escolha.
Como os pássaros e seus voos rondam o imaginário de nossas crianças, escolhemos o pássaro para representar nossa turma. Mas qual pássaro? Afinal, no manguezal existem tantos... Enviamos então, para as famílias, uma pesquisa perguntando qual pássaro do manguezal eles mais conheciam.
Com as crianças, lemos uma a uma a resposta que as famílias nos enviaram! Foi muito gratificante para elas, ouvirem a professora ler o que seus pais, irmãos e avós responderam!!

Elaboramos um cartaz, com os nomes dos pássaros citados e representamos cada voto das famílias com um risquinho ao lado. O pássaro mais conhecido e citado pelas famílias foi a Garça!

Mas, da garça, as crianças conheciam muito pouco, então a professora trouxe para a turma uma pesquisa e ao final, as crianças criaram um novo cartaz, contendo novos conhecimentos relatados pelas crianças e algumas fotos também.

É, a Garça sempre aparecia em uma brincadeira ou conversa, como vemos na foto, Davi Mendes modela uma garça voando;

E Hellen faz um ovo de garça num singelo ninho.

Mas, dar as caras que é bom mesmo, Dona Garça, nada... Sempre que iam ao parque, as crianças procuravam a Dona Garça, mas, acho que Dona Garça, estava mesmo era muito ocupada, pois nunca aparecia.

Até que um dia, ao chegarmos na sala, encontramos um ovo dentro de uma bacia! É, isso mesmo, um ovo em uma bacia! E para nossa surpresa, era de Garça! As crianças logo trataram de dar um nome à pequena garça que estava no ovo. Seu nome é Juju!!

E como ela estava em uma bacia, e não era nada aconchegante lá dentro, as crianças colocaram suas mãos em volta para aquecer o ovo, talvez assim, nascesse a nossa tão esperada amiga Juju...

Mas também não adiantou. E nada da Juju nascer. Foi então que decidimos leva-la até a árvore na entrada do CEI, pois as crianças descobriram na pesquisa, que os ninhos ficam no alto das árvores. Toda a turma quis fazer pose junto com o ovo da Juju!

E não é que deu certo mesmo, alguns dias depois, nasceu nossa amiguinha Juju, a Garça! E logo que aprendeu a voar veio nos visitar! Não é mesmo uma gracinha esta Garça!!

Sabem do que mais, descobrimos em nosso passeio ao manguezal aqui perto do CEI, que a Dona Garça estava mesmo muito ocupada chocando o ovo da Juju, por isso era tão difícil vê-la por aí voando. Mas agora, como a Juju está aos cuidados da turma do Maternal II A, a mamãe Garça pode voar pelo manguezal bem tranquila.
E olha só, ela veio voar bem pertinho de nossa turma!! Foi uma alegria geral!!